Notícias de LondrinaSaúdeÚltimas Notícias

HU e Santa Casa de Londrina restringem atendimento devido à superlotação

Hospital Evangélico segue atendendo normalmente apesar de operar acima da capacidade.

Continua após a publicidade..

O Hospital Universitário (HU) e a Santa Casa de Londrina anunciaram restrições no atendimento de novos pacientes devido à superlotação. Na manhã desta quinta-feira (04), o HU, com capacidade para 105 pacientes, estava operando com 154, atingindo uma taxa de ocupação de 146,7%. Já a Santa Casa, que possui capacidade técnica e física para 12 leitos de UTI, estava com 52 pacientes, quatro vezes acima do limite.

Por outro lado, o Hospital Evangélico, mesmo operando com 157,89% de ocupação, continua atendendo normalmente.

Superlotação no serviço de saúde incomoda moradores de Londrina

A direção do HU decidiu restringir o recebimento de novos pacientes por 24 horas devido à superlotação. Essa medida já havia sido tomada na última terça-feira (02). A superlotação persistente e a incapacidade de acomodar mais pacientes forçaram a administração a tomar essa decisão drástica, visando garantir a segurança e a qualidade do atendimento.

Na Santa Casa de Londrina, a situação também é crítica. Com estrutura para apenas 12 leitos de UTI, a unidade está atendendo 52 pacientes, uma taxa de ocupação quatro vezes superior à capacidade. A restrição no atendimento de novos pacientes permanecerá até esta nessa sexta-feira (05), conforme comunicado pela assessoria do hospital.

Contrariamente, o Hospital Evangélico está operando com uma taxa de ocupação de 157,89%. Com 32 pacientes no pronto-socorro aguardando vagas na enfermaria e 16 esperando por leitos de UTI, a unidade ainda continua a receber novos pacientes. Apesar da superlotação, a administração do hospital decidiu manter o pronto-socorro em funcionamento normal.

A superlotação nos hospitais de Londrina evidencia um problema crítico na capacidade de atendimento da rede de saúde local. A situação exige medidas urgentes para evitar o colapso do sistema e garantir que os pacientes recebam o atendimento necessário.

O Hospital Universitário (HU) e a Santa Casa de Londrina anunciaram restrições no atendimento de novos pacientes devido à superlotação. Na manhã desta quinta-feira (04), o HU, com capacidade para 105 pacientes, está operando com 154, atingindo uma taxa de ocupação de 146,7%. Já a Santa Casa, que possui capacidade técnica e física para 12 leitos de UTI, está com 52 pacientes, quatro vezes acima do limite. Por outro lado, o Hospital Evangélico, mesmo operando com 157,89% de ocupação, continua atendendo normalmente.
A superlotação nos hospitais de Londrina evidencia um problema crítico na capacidade de atendimento da rede de saúde local. Foto – O Perobal
Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo